Rihanna

Translate this Page
ONLINE
1


 

 


Rihanna

 

1

 

Robyn Rihanna Fenty (Saint Michael, 20 de Fevereiro de 1988) é uma cantora de Barbados, de ascendência barbadiana, guianesa, irlandesa e africana. Mora atualmente em San Diego, Califórnia. Rihanna já vendeu mais de 15 milhões de álbuns e conseguiu colocar cinco músicas ("SOS, "Umbrella", "Take a Bow", "Disturbia" e "Live Your Life") no topo da Billboard Hot 100, parada de músicas mais importante do mundo. Rihanna é uma das cantoras que mais têm hits número 1 na Billboard na década de 2000 até o momento[1]. Rihanna é vencedora de 1 Grammy[2], 2 VMA[3], 2 EMA[4][5], 3 AMA[6][7], 3 BMA[8], 3 NRJ Music Awards[9][10][11], 3 TCA[12][13], 2 WMA, entre outros prêmios, sendo uma das cantoras mais premiadas da atualidade. Rihanna em 2007, foi consagrada Rainha do R&B.[14]

Biografia

Rihanna nasceu na ilha caribenha de Barbados no dia 20 de fevereiro de 1988, filha de Mônica, de ascendência da Guiana, e de Ronald, de ascendência barbardiana e irlandesa. Rihanna tem também dois irmãos mais novos, Rorrey e Rajad. Ainda na primária, na escola Charles F. Broome Memorial School, Rihanna formou o seu primeiro grupo musical com mais duas colegas de classe.

 

 

1


Com 15 anos, Rihanna foi apresentada por um amigo ao produtor musical Evan Rogers, que estava tirando férias com sua esposa de Barbados. Evan, junto com seu sócio, Carl Sturken (que produziram juntos grandes nomes como Christina Aguilera, Ruben Studdard e Kelly Clarkson) ajudou Rihanna a gravar músicas nos EUA, na cidade de New York. Rihanna, Evan e Carl acabaram a secção criando quase 12 músicas. Eles tiraram inspiração do ‘DanceHall’ e ‘Reggae’ que estão presentes fortemente na cultura musical de Rihanna e fundiram tudo isso com o R&B. Essa mistura resulta num som que é muito original e típico da Rihanna Sendo assim, uma cópia do trabalho de Rihanna foi enviada para Jay-Z, na altura era o vice-presidente da Def Jam.
Em 2004, no colégio da “Combermere School” ela ganhou um concurso de beleza onde foi nomeada ‘Miss Combermere’, e fez uma performance no Colours of Combermere School Show, cantando a música da Mariah Carey “Hero”.[15] Quando a performance acabou Rihanna estava nervosa e ansiosa, mas acima de tudo maravilhada por ter visto um pedaço do rosto de Jay-Z, pois Rihanna nunca tinha visto uma celebridade de tão perto, isto depois do trabalho feito pela cantora já ter sido enviado a várias editoras.

 

 

1
Assim, com o seu talento na performance, Rihanna conseguiu o tão esperado contrato com a Def Jam e lançou seu primeiro álbum, Music of The Sun, iniciando assim uma carreira que prometia ser promissora.[16]
2005: Music of the Sun Ver artigo principal: Music of the Sun Em 2005, lançou o álbum "Music of the Sun", expondo sua mistura de reggae, dancehall e R&B. Influenciada por cantoras como Beyoncé Knowles, Mariah Carey, Madonna, Melanie Brown, Alicia Keys e Whitney Houston, Rihanna escreveu metade das canções do álbum, com destaques para o hit "Pon De Replay", além de "There's A Thug In My Life", "Let Me", "That La, La, La" e "If It's Lovin' That You Want". Com quase 500.000 cópias de CDs vendidos apenas nos EUA, chegando a quase 2 milhões de unidades no mundo inteiro, esse álbum também lhe garantiu ficar no Top 10 em países como Canadá e EUA.[17] Para promover seu álbum de estréia, Rihanna abriu um show de Gwen Stefani, e se apresentou em vários programas do EUA.[18]
Com canções de sucesso do álbum, como "Pon de Replay", Rihanna chega aos tops da fama, quando lançou o seu primeiro videoclipe e seu primeiro single mundial, que mais tarde viria a ser um grande sucesso e considerado o Hino de Verão 2005. Mais tarde lança o segundo single do seu álbum de estréia, "If It's Lovin' That You Want", que teve um pouco menos de sucesso que o anterior.[19]
2006: A Girl Like Me Ver artigo principal: A Girl Like Me Em 2006, o 2º álbum de estúdio de Rihanna alcançou vários êxitos. Entre o reconhecimento mundial, Rihanna teve como patrocinador a "Nike" e "J.C. Penney", e com as canções, "SOS", "Unfaithful", "Break It Off" e "We Ride".
O primeiro e principal single do CD, "SOS" foi a sua primeira canção a ficar em #1 na maior parada musical dos EUA, a Billboard Hot 100.[20] Este single contém amostras da canção "Tainted Love" da banda "Soft Cell" e teve duas versões de videoclipe, tais como uma versão produzida pela Nike, para divulgar o mesmo, e o original lançado após, como o videoclipe oficial. O segundo single do álbum foi "Unfaithful", escrito pelo cantor, produtor e compositor Ne-Yo, que ajudou-a a produzir essa canção. A canção demonstra sentimento de culpa que a protagonista da canção enfrenta quando trai seu namorado, intitulada 'Unfaithful'. Essa canção repetiu o sucesso de "SOS", sendo primeiro lugar em países como Portugal e Canadá.[21] Seu terceiro single foi "We Ride" que não teve grande destaque nas tabelas.[22] O quarto single foi "Break It Off" canção com a participação de Sean Paul, que mesmo sem clipe foi top 10 em vários países e mais importante na Billboard.[23]
2007: Good Girl Gone Bad Ver artigo principal: Good Girl Gone Bad
Rihanna na Glow in the Dark Tour"Good Girl Gone Bad" foi o seu principal álbum de sucesso. Lançado em Junho de 2007, o CD contém faixas de sucesso, como "Umbrella", "Shut Up and Drive", "Don't Stop the Music" e "Hate That I Love You". Só na primeira semana vendeu mais de 968.000 cópias no mundo todo.[24]
Como primeiro single do álbum, Rihanna lança "Umbrella" com participação de Jay-Z. Esta canção, foi o grande êxito da cantora de Barbados, hit e o Hino de Verão de 2007.[25] Tendo ganho vários prémios internacionais devido a esta canção, "Umbrella" manteve-se nos tops mundiais durante muitas semanas. A canção ficou 10 semanas consecutivas em primeiro nas tabelas de UK e 7 semanas na primeira posição da Billboard Hot 100, e várias outras semanas também em todo o mundo, incluindo o Brasil.[26] No Reino Unido, Rihanna é responsável por dez semanas consecutivas na primeira posição dos tops ingleses, sendo a mulher mais jovem que se manteve por mais tempo na primeira posição neste país.[27]

 

 

1


O segundo single do álbum foi "Shut Up and Drive", que traz um ritmo rock/pop e também possui samples do single de 1999 de Orgy, "Blue Monday", que por sua vez foi uma versão cover da canção de 1983 da banda New Order. Apesar de não ter feito o mesmo sucesso de "Umbrella" essa canção foi top 5 em países como Austrália, Canadá, Irlanda e Reino Unido.[28] O terceiro single foi "Don't Stop the Music" e segue por um ritmo mais dance. "Don't Stop The Music" tem a produção de "Evan Rogers", a pessoa principal pelo grande sucesso de Rihanna. A canção contém os samples de "Wanna Be Startin' Somethin'" do Michael Jackson, o famoso "Ma ma se, ma ma sa/ma ma coo sa". Don't Stop The Music conseguiu ficar várias semanas em primeiro na Europa, aqui no Brasil ela foi o hit de 2008.[29] "Hate That I Love You", seu quarto single, conta com a participação de Ne-Yo, e nos trouxe novamente o ritmo R&B juntando o género de Unfaithful. A música com pouca divulgação, chegou ao Top 10 de muitos países, incluindo na Billboard Hot 100. [30]
Em 2008, Rihanna ganhou um Grammy de Melhor Canção Rap Com Colaboração pela canção "Umbrella", com participação do magnata do Rap americano, Jay-Z.[31] Rihanna foi também um dos destaques da premiação francesa, "NRJ Music Awards". Ela abriu a premiação, com a canção "Don't Stop The Music" [32], e de quebra ainda levou o prêmio de "Melhor Canção Internacional".[33]

 

1

 

 

2008: Good Girl Gone Bad:Reloaded
Rihanna no Brisbane Entertainment CentreRihanna lançou em Março, uma nova canção chamada "Take a Bow", que ficou em 1º lugar por uma semana na Billboard Hot 100 tornando-se seu terceiro #1 na parada.[34] No relançamento de seu 3º álbum de estúdio, também contém as faixas: "If I Never See Your Face Again" e "Disturbia" (que também alcançou o topo da Billboard Hot 100[35]), além dos mesmos sucessos da versão original do álbum, como "Umbrella" e "Don't Stop the Music". Rihanna bate assim um recorde na Billboard, conseguindo emplacar 2 singles no Top 5 por três semanas consecutivas Take a Bow (#2, #4 e #4) e Disturbia (#4, #3 e #2) , recorde que até então só Mariah Carey, Madonna e Ashanti haviam conseguido. E ainda bateu um recorde de maior subida com o single Take a Bow, da posição #53 para a #1.[36] Nos EUA foi lançado o Good Girl Gone Bad: Reloaded Deluxe Edition, uma versão do Reloaded. Na apesentação publicitária, Rihanna foi também chamada "The New Queen Of POP"que significa " A Nova Rainha do POP".
2008: Good Girl Gone Bad Live Ver artigo principal: Good Girl Gone Bad Live Para tornar numa edição especial o relançamento do Good Girl Gone Bad: Reloaded, Rihanna lança juntamente ao CD o seu primeiro DVD. Good Girl Gone Bad Live foi lançado em Junho junto com o Reloaded e na primeira semana, obteve logo grandes resultados, como no Brasil que vendeu na primeira semana mais de 20.000 cópias, e não só o DVD consegui também entrar em grandes tabelas, como a Billboard[37], obtendo grandes resultados, sendo apenas o primeiro DVD lançado por Rihanna. [38] Tendo sido também nomeado para o 51st Grammy Awards na categoria de "Best Long Form Music Video". [39]

 

1

 

 

2009: Good Girl Gone Bad - The Remixes Rihanna está lançando um novo álbum de remixes a partir do álbum original, o Good Girl Gone Bad: Reloaded. Esse álbum oferecerá aos fãs um novo e empolgante conteúdo de remixes, como nunca foi lançado antes. O álbum estará nas lojas dos EUA no dia 27 de Janeiro e contém 12 faixas remixada e também será lançada no Brasil.[40]
2009: Dark Angels Ver artigo principal: Dark Angels Rihanna já confirmou estar em estúdio a gravar o seu quarto álbum de originais. Com o nome provisório de Dark Angels e terá como singles Sexuality, Emergency Room e Bad Girl, single que conta com a participação de Chris Brown. Numa entrevista recente terá dito que definitivamente o seu novo álbum seria lançado em 2009. Revelou também que o album seria no alinhamento de singles como Disturbia e Shut Up And Drive, sem esquecer a essencia o R&B.[41]

 

1

 

 

Características Musicais Rihanna em 2005 com o seu primeiro single Pon De Replay, prometia ser uma cantora com fortes influencias na música Dance, continuou nesse mesmo gènero até 2006, que lançou o seu primeiro single de A Girl Like Me, SOS, que surpreendeu com as capacidades para o Pop e dance-pop. Ainda em 2006, mostrou que também sabia fazer baladas com Unfaithful e desde aí ficou como uma das cantoras mais versáteis no mundo da música.[42] Mas foi em 2007 que mostrou realmente o seu género predominante, o R&B. Com Umbrella e o seu terceiro album Good Girl Gone Bad[43] assumiu o género preferido:
Finalmente encontrei o meu género preferido, e quero continuar a fazer música dele
— Rihanna - 2007, numa das suas entrevistas.
Mais uma vez iria surprender com Shut Up And Drive, mostrando que tambem tinha "garra" para o Rock e Pop-Rock. Seguiu-se um single totalmente Dance, Don't Stop The Music e mais um som R&B, Hate That I Love You no fim do ano 2007 foi então consagrada a Rainha do R&B devido ao ter sido a maior surpresa neste género.[44] Com o lançamento do Good Girl Gone Bad: Reloaded, não deixou R&B de lado, e lançou em Março, Take a Bow. Passado pouco tempo, Rihanna juntamente com Maroon 5 lançam If I Never See Your Face Again, música com tendencia Pop-Rock. Poucos meses depois, a provar mais uma vez que é muito versátil no que faz, Rihanna lança Disturbia, música R&B, com estreias no synthpop.Finalizando 2008, mais uma música R&B, Rehab. Segundo as demos lançadas, para 2009, Rihanna promete continuar no R&B mas soltando o seu estilo mais Rock, Punk, Dance e synthpop.[45]

 

 

 

 

 

 

 

Rihanna - You Da One