Como abrir sua Empresa?

Translate this Page
ONLINE
2


 

 


Como abrir sua Empresa?

 

Como abrir uma Empresa
Talvez ter negócio próprio seja o objetivo profissional de muitas pessoas, contribuindo também para o desenvolvimento do país. Mas abrir uma empresa não é tão simples como parece, é preciso ter  um espírito empreendedor, saber passo a passo das fases que envolvem a abertura de um negócio, obter toda a documentação necessária, agir de acordo com a legislação, e principalmente, estar ciente do capital a ser investido! Mas quando se tem objetivo e perseverança, é possível ir longe, basta começar da maneira correta.
 
Como começar? 

  Tenha certeza do que você realmente quer, faça pesquisas de mercado, plano de negócios, análise de riscos, crie um projeto com estratégias, e se possível, obtenha a ajuda de um profissional. Essa pode ser a oportunidade da sua vida, saiba como ter bons resultados!
 
 
Perfil do Empreendedor 
 
Abrir uma empresa é um grande risco, mas pode também ser uma grande oportunidade! Portanto, é necessário ter um perfil de empreendedor para assumir esse desafio, ser otimista, pesquisador, determinado, ter  espírito criativo, e buscar sempre soluções de sucesso. Veja outras características de um empreendedor:

Ter iniciativa
 
É preciso tomar decisões ousadas, querer que as coisas realmente aconteçam, começar a agir, correr atrás, ter iniciativa para arriscar.

Disposição para assumir riscos
 
Os riscos fazem parte, mas um empreendedor precisa ser otimista, ter estratégias para sobreviver diante disso, e conseguir sair da zona de risco. O ideal, é saber administrá-los.

Ser líder e ter uma boa comunicação
 
É fundamental saber administrar os serviços, e conduzir as obrigações para cada pessoa...um líder precisa saber colocar ordem em uma empresa, sem desmotivar seus funcionários. Saber ouvir, expor opiniões, falar de maneira adequada também é necessário para um bom desenvolvimento do negócio.

Ter conhecimento da área
 
Um empreendedor precisa conhecer o ramo em que está entrando, saber todas as características, estatísticas, possuir contato com outras pessoas da área e ser muito bem informado.

Organização
 
Ser organizado é importante para que os planos aconteçam realmente da maneira com que foram planejados, deixando tudo sempre em dia, e não perdendo a ordem, que é necessária dentro de qualquer empresa que almeja o sucesso.

Ser identificador de oportunidades
 
É fundamental ver tudo como oportunidades, e aproveitá-las. Um empreendedor precisa estar sempre atento, em busca de novos caminhos, sabendo a melhor maneira de se beneficiar através das oportunidades oferecidas.

 

Para começar
  Para começar, tenha certeza do que realmente quer abrir, pois é um longo processo, portanto não há espaço para dúvidas. É preciso muitas pesquisas para certificar-se de que seu empreendedorismo é realmente viável. Mas, primeiramente é importante estudar os fatores que influenciam para um bom desenvolvimento do projeto:

Local: muitas vezes a empresa é bem estruturada, tem tudo para dar certo, mas pela má localização não gera resultados. Procure um local de fácil acesso, que seja bem visado, e principalmente, um local que tenha a ver com o ramo do seu negócio. Levante várias alternativas de lugares que seriam adequados, compare-os, coloque-se no lugar do consumidor, veja o movimento no local em diferentes horários, prefira estabelecimentos próximos de entradas principais, elevadores, ou que tenham um estacionamento próprio. 

Público alvo: é necessário atingir o público certo, se sua empresa é voltada para os jovens, é preciso que seus serviços ou produtos sejam de acordo com essa especificação. A mesma coisa, por exemplo, para empresas destinadas à um público alvo de classe média alta, se seu objetivo é abrir um restaurante para esse público, é preciso corresponder às expectativas em relação a vários fatores, como a localização, decoração, serviço, qualidade e variedade dos patros, entre outros. Para não perder o foco, é preciso especificar um tipo de público em seu projeto, e criar alternativas para alcançá-los

Destaque entre a concorrência: sua empresa precisa se destacar, pois provavelmente já existem outras no mesmo ramo. Portanto, tente criar algo que faça diferença, pois a concorrência será cada vez maior. Tenha idéias inovadoras tanto quanto ao produto, como ao serviço, local, atendimento, promoções, divulgação, entre outros pontos. O ideal é ser original, pois essa originalidade pode promover sua empresa.

Divulgação: existem vários meios de divulgação, seja impresso, através de outdoors, panfletos, banners, adesivos, ou por outros tipos de mídia, como propaganda na TV, propagandas em sites, e diversas outras formas. De acordo com essa variedade, veja a que mais se adequa à sua empresa e ao seu público alvo. Procure um profissional, e promova seu negócio! Sem divulgação, as chances para que todos conheçam será mínima.


  Depois de avaliar e estudar esses fatores, pesquise sobre tudo que será necessário em sua empresa, como os produtos, instalações, máquinas, o número de funcionários, se vai precisar de obras, ou seja, tudo que é fundamental para que o negócio comece a funcionar depois de resolver toda a documentação. Faça também uma pesquisa de mercado, sobre os clientes e concorrentes.
  Logo após levantar esses dados, veja se tudo está de acordo com a legislação, principalmente se na localização escolhida pode haver empresas de tal porte. Essa é a hora de fazer as devidas alterações e definir seu projeto.

 

 

Plano de negócio e Análise de risco
Ao definir o que será, e como será sua empresa, é necessário traçar um plano de negócios, para que cada detalhe seja estabelecido e organizado, facilitando os próximos procedimentos.

Como fazer um Plano de negócios
 
Ramo de atividade: Defina o que será vendido, produzido ou qual serviço será prestado. Justifique sua escolha, e o valor que espera.

Mercado consumidor: Identifique o seu público alvo, em todas as características (perfil, idade, sexo, nível financeiro, onde se encontra etc).

Mercado concorrente: Identifique quem são seus concorrentes, como é o trabalho deles, em que áreas atuam, e onde se localizam.

Mercado fornecedor: Defina seus fornecedores, seja de mercadorias, serviços ou matérias-primas, saiba onde encontrá-los, quais são suas propostas e como entrar em contato.

Produtos a serem fabricados, vendidos ou serviços a serem prestados: Detalhe tudo que pretende fornecer em sua empresa, descreva por áreas, qual a quantidade, variedade, qualidade, vantagens e desvantagens em relação à concorrência.


Localização: Escolha o local para atuação da empresa, mas estude e pesquise antes para ter certeza de bons resultados. A localização precisa ser estratégica.

Processo operacional: Organize o processo de funcionamento, defina as áreas de atuação dentro da empresa, e quais os equipamentos e serviços necessários para o negócio.

Projeção da necessidade pessoal: Descreva detalhadamente quais os cargos existirão dentro da empresa, qual a função dentro de cada um, e quais as qualificações necessárias para cada cargo.

Análise financeira: Estimativa do resultado mensal da empresa
 
Receita bruta (total da receita, todo o dinheiro que entrou no mês) - Impostos (tudo o que vai para o governo) = Receita líquida (o dinheiro que restar após o pagamento dos impostos)

Receita Líquida - Custo direto (o valor que se gasta para a fabricação do produto/serviço) = Lucro bruto

Lucro Bruto - Despesas operacionais (gastos com as contas do local, e com o pagamento de funcionários) = Lucro operacional (lucro final do empresário)

Projeção do capital necessário para começar o negócio: Defina o capital necessário para dar início ao empreendimento.
 
 
Ao fazer seu plano de negócios, faça também uma análise de riscos antes de tomar qualquer decisão:
 
Sazonalidade: o aumento ou a redução da demanda pelo produto ou serviço, pode variar a cada época do ano. Se o seu futuro negócio porta essas características, crie estratégias antes para que sua empresa não entre em crise. 

 
Efeitos da economia: infelizmente os altos e baixos da economia influenciam no seu negócio, sendo assim é importante uma análise da situação econômica, para estar ciente se o seu negócio pode ser gravemente afetado ou não.
 
Controles Governamentais: talvez a sua área de investimento seja ameaçada por regras que mudam com frequência, nos setores controlados pelo Governo.  Portanto, pesquise e se informe para saber o que pode atingir a sua empresa.

Barreiras à entrada de empresas: alguns obstáculos podem influenciar negativamente no desenvolvimento do seu negócio, como a exigência de um capital muito alto para investimento, alto conhecimento técnico, exigência de licenças especiais, dificuldades para obter matéria-prima, entre outros fatores. Esteja ciente de todos eles.

 

Passo a Passo - Documentação
  Veja o passo a passo para dar início ao processo de abertura  de uma empresa, e toda a documentação necessária para dar início à uma empresa. Se possível, tenha ajuda e acompanhamento de um contador.

 -  Para iniciar, é preciso abrir firma. Vá à um cartório de registro civil, pararegistrar sua assinatura, e leve todos seus documentos pessoais (RG, CPF, Certidões), com cópias autenticadas.


 - Depois de abrir firma, vá à junta comercial do seu estado ou ao órgão de registro de empresas, para registrar que sua empresa existe oficialmente. E para realizar esse procedimento, é necessário o Contrato Social *, os Documentos pessoais de cada sócio (autenticados), e a cópia do comprovante de endereço da empresa.

    * Contrato Social: é o documento mais importante no processo de abertura, e é feito com a ajuda de um advogado e um contador. Precisa conter os seguintes itens: interesse das partes; objetivo da empresa; descrição do aspecto societário e a maneira de integralização das cotas.

Ao ir à junta comercial, o empresário obterá o NIRE (Número de Identificação do Registro de Empresa). Há sempre um preço e um prazo para abertura, que varia a cada local. Consulte o site da Junta Comercial do seu estado para obter mais informações.
 
 
 - Com o NIRE, já é possível ter o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas), e o DECA (Declaração Cadastral), ou seja, sua empresa já está apta a pagar impostos, é um registro de contribuinte.


    * CNPJ: é um número para identificação de uma pessoa jurídica perante a Receita Federal. Sem o CNPJ não há como fazer contratos, transações, abrir processos, entre outros. Através do CNPJ é informado a data de abertura, nome da empresa, nome fantasia, código e descrição da natureza jurídica, código e descrição da atividade econômica principal (CNAE), código e descrição das atividades econômicas secundárias, situação cadastral do contribuinte e endereço.

    * DECA: é um cadastro no sistema tributário do seu estado, feito junto à Secretaria Estadual da Fazenda.


  Ao fazer o cadastro no CNPJ, é preciso saber se o tipo de empresa faz parte do SIMPLES (Sistema Integrado de Imposto e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte), para que essa classificação seja usada na tributação, e na fiscalização das atividades da empresa. Sendo assim, antes de fazer seu cadastro, faça uma consulta para saber em que tipo sua empresa é classificada.
 
 
4º - O próximo passo é fazer o cadastro na prefeitura, para receber o alvará de funcionamento, que é uma licença que permite o funcionamento e a localização da empresa. O alvará pode ser obtido pela internet, ou na secretaria de finanças de sua cidade. Não deixe de retirar o alvará, para que a empresa não seja considerada ilegal, não corra o risco de ser fechada e do empresário ser punido.
 
 
 - Para a contratação de funcionários, é necessário fazer um cadastro da empresa e de seus responsáveis, naPrevidência Social, e agir  corretamente de acordo com as obrigações trabalhistas. Após o funcionamento da empresa, o prazo para esse cadastro é de 30 dias.
 
 
 - O último passo, é preparar o aparato fiscal de sua empresa, solicitando a Impressão de Notas Fiscais e aAutenticação de Livros Fiscais. Esse procedimento é feito na Secretaria de Estado da Fazenda.